quarta-feira, 27 de agosto de 2014

TRISTE FIM


Que cartas não escreveste
Que versos não improvisaste
Entre cifras te debateste
e nenhuma canção imortalizaste

Escreve teu pequeno testamento:
breves lembranças
presentes amáveis
beijos desnudo

Triste pena me deixaste.


Nenhum comentário:

Postar um comentário