quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

MEUS 112 AIS


Há tanto tempo sonhava em ser artista... Agora calo a  boca com sorrisos falsos e um emprego descente. Penso nos dias em que pude ser mau humorada sozinha e em que pude ser malvada sem peso na consciência. Agora, até palavrão é pecar. Até me vestir é pecar. E não se pode nem pensar em se despir. Ficar ruborizada apenas quando for conveniente, os falsos dentes a mostra, somente quando forem solicitados... Gentilezas são liberadas. Volto pra casa pensando na vilã da novela e preferindo ter a vida dela. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário