quarta-feira, 4 de abril de 2012

MUNDO MODERNO

   A vida nos prega peças amargas.  Vivemos a mesma triste e amarga vida nas mesmas tristes e amargas cidades, sentados nos mesmos e tristes bancos conectados integralmente em amargas redes sociais. Não nos conhecemos pessoalmente. Criamos antipatias uns pelos outros, embora sejamos muito parecidos. Ao menos no nosso radicalismo e na nossa cruel intolerância em relação ao nosso próximo. Ou melhor... nossos adversários.
   On line, nos tornamos extremistas radicais e apaixonados, defendemos com unhas e dentes nossas frágeis verdades. Esquecendo que aprendemos a gostar uns dos outros no convívio que se estabelece. Off Line.Acreditamos na nossa liberdade virtual. Afirmamos: somos felizes assim.
   E tudo que parecia amargo e triste pode, em um clique, se tornar energia e vontade de mudar o mundo. Mesmo abatidos e cansados, compartilhamos, twittamos, divulgamos... e parecemos mais humanos, mais doces. Ou não. Nesse mundo moderno somos duros e paradoxalmente frágeis.


  

Nenhum comentário:

Postar um comentário