terça-feira, 10 de abril de 2018

:: SOBRE MEUS 40 ANOS::

SOBRE MEUS 40 ANOS

Terminar meus dias
Sozinha...
Sem cigarros,
Pois parei de fumar aos 20 anos.
Sem bebida,
Pois os destilados me embrulham o estômago.
Querendo ser um velho careca,
Mas sendo apenas uma mulher barriguda e flácida,
De cabelos tingidos
(e não há nada mais decadente do que cabelos tingidos...),
E sorrindo,

Por ter como companhia um gato.

  24/06/2008



:: Sonhos com Maria::

Hoje sonhei que você me traía, Maria por sua causa, acabei dizendo sim. Engraçado... Eu que sempre me achei. Sonhei com o seu convite não mais que inescrupuloso de dormir com mais de uma pessoa e eu com alguns uísques a mais e uma crise existencial tão puritano mesmo sendo ateu, acreditei que você também teria algo na consciência e que isso não passaria de mais uma das suas birras adolescentes só pra me provocar. Sei que você adorava me ver nervoso, descontrolado, louco de ciúmes. E eu adorava escrever poemas sobre minhas ex- amantes para te ver louca também, ameaçando cortar os pulsos com dramas e clichês, forçando situações, me obrigando a ser mal. Nossas brigas artificiais, um tentando convencer que não prestava para o outro, um tentando ser pior que o outro, citando frases de políticos e poetas mortos... Que gosto fúnebre nós tínhamos, Maria. Mas não achei que teu funesto gosto chegaria ao ponto de outro amor, de outro corpo. Porque Maria? Porque, por vingança, dormir com minha ex-amante? Porque invadir meu sono com tamanha tortura, me fazendo sentir mais uma vez o coco do verme do coco do cavalo do bandido. E o que me deixa mais incomodado, Maria, é saber que acordei, no meio da noite, banhado em suor... e excitado. 


terça-feira, 3 de abril de 2018

Você tem medo de fazer amor comigo
Você tem medo de acordar com um bandido
E ver no espelho escrito com batom:
- Tchau trouxa, foi bom!
Você não sabe de onde eu tiro o meu dinheiro
Você não sabe o que eu faço o dia inteiro
E esse mistério destrói a nossa paz
Ah, não posso mais
Não me pergunte nada, me deixe apenas vendo
Seu corpo lindo vindo para mim
E não se esconda tanto pois o seu corpo chama
Um outro corpo solto sobre o seu que eu bem sei
É o meu
Você suspeita que eu não seja um bom sujeito
E não entrega seu amor a um suspeito
Mas mesmo tentando jamais conseguirá
Não me desejar
09/03/2008

Música do dia: Suspeito - Arrigo Barnabé

domingo, 1 de abril de 2018

  04/03/2008  


Fala alguma coisa

Fala de mim
Fala para os outros
E vai falando assim
Fala, fala, fala.
Quem quer fala
Quem não quer se cala
Que droga de fala
Abençoada fala
Fala amada
Fala odiada
A beleza da fala
Quer falar comigo?
Fala, fala, fala!
Fala que se vê
Que se fala
Fala que não fala
Fala que não cala
O que se ouve da fala
Fala, fala, fala.
Fala que não falou
Fala o que escutou
Fala o que pensou
Pensa no que fala
Fala alguma coisa
Fala, fala, fala!

quinta-feira, 29 de março de 2018

ENTRE RISOS
NERVOSO
NO MEIO FIO
NA CORDA BAMBA
O TEU CORAÇÃO
DESABA 
EM MIM.


OUÇO PALAVRAS REPETIDAMENTE. 
MESMO ASSIM PASSEI MUITO TEMPO 
ME NEGANDO A ESCUTAR 
E MINHA VIDA SE TORNOU 
OS MEUS ERROS DE PORTUGUÊS. 

QUANDO TUDO PARECE MAIS CALMO E PROFUNDO, 

AS GOTAS DE CHUVA FAZEM SUBIR 
AQUELE CHEIRO DE TERRA. 
O QUE DIGO PODE NÃO TER SIGNIFICADO, 
MAS TEM OS MEUS SENTIMENTOS 
E SEGREDOS MAIS SECRETOS. 
ESTOU APRENDENDO A VER AS COISAS 
COM OUTROS OLHOS 
E NÃO SINTO MAIS TANTA VONTADE DE VER. 
QUERO APENAS OUVIR. 
O SOM QUE DE UM SORRISO EMANA. 
A DOR QUE MEU PEITO EXALA
COM SUTIL PERFUME.


terça-feira, 27 de março de 2018

HOJE EU QUERO
RESOLVER PROBLEMAS
TOMAR REMÉDIOS
ESQUECER REMORSOS
E O SILÊNCIO PERPÉTUO
A MORTE, AO CERTO
PENSAR NO SEXO
FAZER DESCER
RÚTILO VERMELHO
TENTAR SER MULHER
A LÁ MARTHA MEDEIROS
COM MEU FILÓSOFO
DE BOLSO FURADO
PASSEAR
E
MAIS NADA
ANTES DE IR PARA O OUTRO LADO


NÃO QUERO ESCREVER POESIA
NÃO QUERO FALAR DO QUE SINTO
APENAS PRESSINTO
QUE O PROBLEMA DO MUNDO
FUI EU.

A VIDA NÃO É FEITA APENAS DO QUE VIVEMOS
MAS TAMBÉM DO QUE DEIXAMOS PARA TRÁS
PARA CONTINUAR A VIVER

E TODAS AS DEMAIS FILOSOFIAS BARATAS
QUE USO COMO SUBTERFÚGIO PARA
OS MEUS CRIMES NÃO COMETIDOS

AGORA
BASTA

FECHAM-SE AS CORTINAS
E MEU FOCO SE APAGA.´



segunda-feira, 26 de março de 2018

DIÁLOGOS QUE VIRARAM MONÓLOGOS QUANDO VOCÊ PARTIU

- Me perdoe se o meu tudo foi pouco.

*

- Minha casa ficou tão vazia, que eu ouvi um irritante voo de mosca gozando o silencio da partida

*

- Confiar é não ter que perguntar

*

- Quando eu pensei em ir embora, minha vontade já tinha cochilado no sofá da sala.

*

- Hoje minha consciência bateu na porta perguntando "como vai você?"

*

- Se eu te amasse na medida que você me ama, já teríamos nos separado.

*

- EU sentia seu amor na mesa arrumada e na comida que fazia. Mas o resto estava onde?

*

*

*

UMA LUZ NA JANELA
ABERTA EM MEU PEITO
É UM MUNDO INTEIRO
A SUA ESPERA.

CONTIGO SOMENTE SOU
ESSE CACO
JOGADO NUM CANTO
QUE AOS PRANTOS
TE ESPERA VOLTAR.

E ESSE OLHAR TRISTE
QUE TE AFLIGE
É PORQUE SEI
QUE TUDO QUE EU TE DEI
EU QUERO TIRAR DE MIM

MEU PEITO
MEIO ESCANCARADO
COM CACOS DE VIDA
TUDO AINDA FERIDA
QUANDO PERDI MEU EU
NO TEU VOCÊ

E ESSE POEMINHA 
COM RIMAS
DO MEU JEITO MAIS INFANTIL
É SÓ PRA DIZER O TE AMO
QUE AINDA NÃO DISSE
QUANDO VOCÊ PARTIU

Adoro Morrer

As coisas acontecem rápido demais. Ela precisava sentar e escrever. Ela também parecia uma pessoa bem estranha. Ganhara um livro, que segundo a outra pessoa era ideal para o momento dela. Ela optou começar pelo fim. Pelo último conto. E isso fazia ela se sentir ainda mais estranha. E um trecho lhe chama a atenção

Nada de vida após vida
Ninguém virá em seu auxílio
Você está totalmente só
E sempre estará.

Parecia um um pouco depressivo, mas não passava da mais pura verdade, nem terminou de ler o conto e fechou o livro nessa parte. Deitou a cabeça no travesseio e esse pensamento não lhe saiu da cabeça. Estamos todos sós no mundo. Sozinhos. Sós. Isso é uma música do Caetano Veloso, não é? Daquelas bem cafonas? Ah não, a letra é do Peninha, mas Caetano regravou. Mas isso foi só um pensamento passageiro. O que ficou foi a palavra. Só. Sozinha. Sempre estaremos sós. No fim somos só nós. Nós. Quem somos nós?Colocou a música Triste, louca ou Má, da Banda Francisco, EL HOMBRE. E a mensagem era a mesma. Somos nosso próprio lar. Foi até a cozinha e tomou seus bloqueadores emocionais. Se sentia entorpecida naquele dia. Queria dormir. Precisava dormir. Seu corpo todo doía, como que atropelada por um furacão, se é que isso é possível. Ela estava entorpecida. Não se lembra ao certo, mas sua cabeça pesava 200kg. Uma pressão enorme. Entorpeceu. Em 15 minutos Dormiu. Com a cabeça no travesseiro torto. Sozinha. Sendo seu próprio lar. Na cartela de comprimidos sobraram apenas 2 e o livro de Tibor Fischer ao lado. E sem saber o final do conto, não mais acordou. 


sexta-feira, 23 de março de 2018

quinta-feira, 22 de março de 2018

terça-feira, 20 de março de 2018

:PARA QUE SEJAMOS NECESSÁRIOS:

ME DÁ TUA DOR
CABEÇA, DESEJO, VIOLÊNCIA...
O QUE DESCUBRO NESTE INSTANTE
UM GRITO ABAFADO NO PEITO

TUDO QUE SINTO
EM TANTOS MINUTOS
ANOS, TEMPO...
COMO CONTAR OS SEGUNDOS?
E TODOS ESSES SENTIMENTOS
INCOMPREENDIDOS

SENTIMENTO QUE DEI UM JEITO DE CABER EM MIM
OS MEUS DEFEITOS
E TODOS OS ERROS
APERTADOS NO PEITO

TUDO O QUE NUNCA ENTENDI
E O QUE SOU

SOU EU
TODA ESSA INCONSTÂNCIA
ACOMPANHADA DE UM PERFUME BARATO,
UM ALL STAR CAFONA
E OS MEUS ERROS DE PORTUGUÊS.





EU VI VOCÊ ASSIM...

DIFERENTE

VI VOCÊ PARTINDO
VI VOCÊ VOLTANDO
VI VOCÊ SORRINDO
E SE APAIXONANDO
VI VOCÊ ME FERINDO
E NEM NOTANDO

INCRÍVEL COMO TEM COISAS QUE A GENTE FAZ QUE NÃO VÊ
FINGE NÃO ENXERGAR

E DEIXA PASSAR
NO PRIMEIRO OLHAR

SOL

Tentando ficar feliz e lembrando dos meus mortos como faz Adélia Prado.
Olhando os quadros nas paredes
tentando não te esquecer.
Mas sua imagem vai se apagando
Pouco a pouco
Todos os poemas que correram soltos
até o ponto de não saber mais o que escrevo
Todos os toscos palavões que quero te jogar
Tentei pular por cima de você
Tentei me jogar
Tentei não te ligar.
Aos poucos
Pouco a pouco
em doses homeopáticas
as palavras toscas que estavam engasgadas
entaladas na garganta
se esgotaram
E aquele sentimento que parecia tão grande
aquele amor todo
Foi virando uma dor roxa
bem pequenininha
do tamanho de uma violeta
Violeta violenta
Foi se acabando
e nem chegou a ser saudade
Só uma pequena cicatriz
e um vazio.

domingo, 18 de março de 2018

É tão difícil assim 
me fazer feliz?

Bem Vindo
Essa sou eu

Triste
E feia
E santa
E louca
E má
 triste
e tanto
e pouco
.
.
.
Querer a poesia
a cada linha
a cada respiro
de alívio
de vida
se ver na palavra
que acaba
a cada ponto final

preferir o que 
me cabe 
querendo escrever muitas coisas,
 mas a cabeça funciona muito mais rápido que a mão...
:PRECE A UM DEUS DESCONHECIDO::~

Oh, cèus! Dai-me forças para aguentar as agruras da vida. Pois eu não quero ser Augusto dos Anjos e passar meus dias a sofrer. Quero mesmo é virar poesia pura, múscia na partitura ou um sorriso sincero já seria bom. Me afaste deste povo ruim que só sabe é chorar, é sofrer, é se lamentar e mergulhasr na auto-piedade daqueles que no fundo só pensam no mal. Dai-me forças para sorrir para quem merece o meu sorriso e para que eu possa distinguir o mel do bem. Minha prece jogada ao vento, a um deus qualquer que eu não acredito que a colherá em sete cataventos. Céus, afasta a maldade de mim, porque a minha, já me basta...

quinta-feira, 15 de março de 2018

Marielle

Tentaram me calar
calar minha boca 
e conseguiram

Não sem luta
Não sem grito
Não sem dor

Calaram minha voz e minha luta
Mas não sem trazer comigo
Um coral que grita e estronda

Por minha pele
Por minhas feridas
Por minha dor

A luta não acaba 
mas finda a vida
e os que ficam?
o que farão?




A espera.

Ontem eu fiquei esperando por você...
 Eu esperei que fosse algo diferente. 
Esperei porque sempre espero por ti.

Mesmo desiludida
Mesmo desamaparada
Mesmo que para nada
EU esperei por ti

Um jantar, um sorriso
Ao menos um abraço

Mas é só no momento em que eu me sinto mais destruída
Que você se compadece de mim
da minha situação
e da minha espera.

quarta-feira, 14 de março de 2018

QUERIA UMA CORRENTINHA COM CRISTAIS E GOTAS DE SANGUE, O QUE COMBINARIA PERFEITAMENTE COM SEU ESTILO; SABER QUE O AMOR É COISA SIMPLES PRA QUEM NÃO GOSTA DO CONVENCIONAL;
ESCREVER COMO AUGUSTO DOS ANJOS OU E.A. POE  SEM RIMAS FÁCEIS COMO LARANJAS CAÍDAS DA MESA ROLANDO PRA LONGE. LIVROS, MÚSICAS, POESIA OU QUALQUER COISA QUE POSSA SER SUSSURRADA NO OUVIDO.
MENINO, SEI QUE TUDO ISSO NÃO TEM NADA HAVER COM NADA E NÃO AJUDA EM COISA NENHUMA, MAS É QUE ME COMPADEÇO DE SUA SITUAÇÃO...
SEI QUE É DIFÍCIL DECIDIR:
AMAR OU MORRER? QUAL SERIA A SOLUÇÃO MAIS FÁCIL



terça-feira, 13 de março de 2018


As ondas

Vem e

Vão

E os peixes?

Onde estão?

Chorando em vão
sem ocupação
Chorando no pé da areia

Na espuma

Da maré cheia

Tonteia

Meu coração.



Obra: Isa do Amparo - peixes circulares

segunda-feira, 12 de março de 2018

Amor
De paz e desespero.
Quero um dia
Deixar de chorar.
Se tudo isso
Fosse apenas
Uma rosa dolorosa,
Ou um dia de água e vento,
E eu não tivesse esse pensamento.
E não me doesse essa amarga demora
E se eu não esperasse
De ti
A rosa

Se eu amasse
Essa criatura
Se isso fosse apenas aventura...
Se tudo me fosse tão certo
E se eu soubesse
o que aqui dentro aperto

Mas teu corpo percorre
Teu corpo desmancha
e me derrama.

Se não o tenho
Me aprisiono
Me castigo
De tão depressa que morro
De tal maneira que existe
Esse amor.

Nesse dia para chorar
Eu aceito
Eu chego a ficar triste
todos os dias
De vê-lo tão imperfeito...
SORRISOS A SÓS
EU,
EM MAUS LENÇÓIS
...

 29/06/2008

Penso nos gestos que tento fazer para me comunicar. Talvez eu me pareça com uma surda muda com defeito de fábrica. Deixar as mãos ao lado do corpo, morder o lábio, roer a unha, o pé apontando pra rua… Ensaio os gestos de uma vida inteira. A complexidade das mãos dadas, de um beijo, tudo tão bem ensaiado. Escavar o mais fundo onde se segregam todos os segredos, desvendar e enaltecer com cada gesto, cada detalhe, cada olhar. Cada ato falho. Cada ato meu.
Penso nos gestos e na minha queda pelo estilo dramático.